Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Soldado búlgaro vítima de fogo amigo

O Exército norte-americano pode ter sido responsável pelo disparo fatal que matou um soldado búlgaro na semana passada a sul de Bagdad, afirmou esta segunda-feira o ministro da Defesa búlgaro, Nikolai Svinarov.
7 de Março de 2005 às 12:42
Soldado búlgaro vítima de fogo amigo
Soldado búlgaro vítima de fogo amigo FOTO: d.r.
O militar Gurdi Gurdev foi atingido mortalmente por uma bala quando a sua unidade foi alvejada numa estrada 45 quilómetros a sul da capital iraquiana, próximo da base búlgara, na região central do Iraque.
Nikolai Svinarov revelou aos jornalistas que a patrulha búlgara disparou tiros de aviso para o ar, na tentativa de fazer parar um veículo iraquiano, após o que foi alvejada desde Oeste, da mesma direcção onde se encontrava, a cerca de 150 metros, uma unidade do Exército norte-americano.
“O resultado da investigação realizada na sequência deste incidente leva-nos a acreditar que a morte do soldado Gurdi Gurdev foi causada por fogo amigo”, referiu o governante húngaro.
Este incidente ocorreu na passada sexta-feira (4 de Março), no mesmo dia em que o veículo em que seguia a jornalista italiana Giuliana Sgrena, a caminho do aeroporto de Bagdad, foi também atingido por engano por disparos efectuados por militares norte-americanos, causando ferimentos na repórter do diário italiano ‘El Manifesto’ e a morte de um elemento dos serviços secretos italianos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)