Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

“Sou um pouco louco”

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, satisfeito com a aprovação, em conselho de ministros, de um projecto de lei para reformar a Justiça, classificou-se como um homem "temerário", "um pouco heróico" e "louco".

14 de Março de 2011 às 00:30
O primeiro-ministro italiano afirma que não teme os seus opositores
O primeiro-ministro italiano afirma que não teme os seus opositores FOTO: Alessia Pierdomenico/Reuters

"Enfrento neste momento cinco processos judiciais, um dos quais é civil e terrível, no qual me pedem muito dinheiro", explicou Berlusconi, frisando que, neste contexto, muitos o aconselharam a não avançar com a reforma judicial. Mas recusou os conselhos, pois, como sublinhou, é "valente, temerário, talvez também algo heróico e louco".

As afirmações foram proferidas via telefone a uma reunião de apoiantes do seu partido, O Povo da Liberdade, em Turim. "Disse que em breve seria aprovada a reforma, e assim fizemos", concluiu.

A oposição considera o projecto mais uma manobra do primeiro-ministro para escapar à Justiça. Este assegura no entanto que já a tinha planeado muito antes de começar "a perseguição judicial" contra ele. "Não há nenhuma medida para salvar Berlusconi", assegura.

O projecto terá ainda de ser aprovado no Parlamento, mas Berlusconi diz-se seguro de que conseguirá maioria para o fazer.

ITÁLIA SILVIO BERLUSCONI
Ver comentários