Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Submarino desaparecido não estava em missão secreta nem foi atacado

44 pessoas seguiam a bordo do ARA San Juan. Buscas ainda não deram qualquer resultado.
25 de Novembro de 2017 às 07:27
Submarino 'San Juan' está desaparecido
O submarino argentino San Juan
O submarino argentino San Juan
O submarino argentino San Juan
O submarino argentino San Juan
O submarino argentino San Juan
Submarino 'San Juan' está desaparecido
O submarino argentino San Juan
O submarino argentino San Juan
O submarino argentino San Juan
O submarino argentino San Juan
O submarino argentino San Juan
Submarino 'San Juan' está desaparecido
O submarino argentino San Juan
O submarino argentino San Juan
O submarino argentino San Juan
O submarino argentino San Juan
O submarino argentino San Juan
O submarino argentino ARA San Juan não estava a realizar "uma missão secreta ou especial", mas apenas a exercer o "controlo de soberania", quando desapareceu no Atlântico há nove dias, garantiu a Marinha argentina na sexta-feira.

O porta-voz da Marinha, capitão-de-navio Enrique Balbi, destacou que "não há qualquer indício" de que a embarcação tenha sido vítima de um ataque.

"O submarino estava a navegar em trânsito de Ushuaia (na zona mais a sul do país) para o Mar da Prata (na província de Buenos Aires), em rota direta, na zona económica exclusiva, próximo do limite, exercendo o controlo de soberania que faz qualquer unidade da Marinha", acrescentou.

Balbi fez estas afirmações durante a divulgação do último boletim oficial do dia, na sede central da Marinha, em Buenos Aires, ocasião em que foi questionado sobre a eventualidade de o submarino estar em missão secreta ou ter sido atacado por um país estrangeiro.

"Não estava em qualquer missão secreta ou especial, mas apenas a exercer controlo de soberania. Não há qualquer indício de ataquem, nem nada do estilo", assegurou.

Com 44 tripulantes a bordo, o submersível informou sobre a sua localização e comunicou, pela última vez, com a sua base no Mar da Prata, na quarta-feira da semana passada, e, segundo a investigação, poucas horas depois ocorreu uma "explosão", que até agora não se confirmou se ocorreu no submarino.

As buscas ainda não deram qualquer resultado, apesar de estarem a mobilizar meios aéreos, navais e logísticos de 13 países.
Ushuaia ARA Buenos Aires Atlântico San Juan Marinha Mar da Prata Enrique Balbi política defesa
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)