Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Suécia falha estratégia para criar imunidade ao coronavírus

Apenas 7,3% dos habitantes de Estocolmo desenvolveram resistência ao vírus.
Ricardo Ramos 22 de Maio de 2020 às 01:30
Suécia recusou adotar as rigorosas medidas de confinamento seguidas nos outros países
Suécia recusou adotar as rigorosas medidas de confinamento seguidas nos outros países FOTO: Reuters
A controversa estratégia do governo sueco de rejeitar as rígidas medidas de confinamento e apostar na tentativa de criar imunidade de grupo parece ter fracassado.

De acordo com um novo estudo, apenas 7,3% dos habitantes da capital sueca, Estocolmo, desenvolveram anticorpos contra a Covid-19 até ao início do maio, bastante longe dos 60 a 70% necessários para criar a desejada imunidade de grupo.

"É um pouco abaixo do que esperávamos", admitiu o epidemiologista Anders Tegnell, principal conselheiro do governo e arquitecto da polémica estratégia, adiantando que a estimativa das autoridades apontava para, pelo menos, 25%.

Como se não bastasse este revés, a Suécia lidera há uma semana o índice de mortes per capita na Europa, com 6,25 mortes por milhão de habitantes/dia. O país registou até ao momento 32 172 casos de Covid-19 e 3871 mortes.

PORMENORES
Espanha só tem 5%
Um estudo recente revelou que em Espanha, um dos países europeus mais atingidos pela pandemia, apenas 5% da população desenvolveu anticorpos contra o novo coronavírus.

Pior do que países vizinhos
A taxa de mortalidade na Suécia é muito superior à dos países vizinhos, com 379 mortes por milhão de habitantes. Noruega tem 43, Dinamarca 96 e a Finlândia 55. Já Portugal, que tem praticamente o mesmo número de habitantes que a Suécia, tem 123 mortes por milhão.

Apelo ao bom senso
A Suécia recusou fechar bares, restaurantes e lojas, optando antes por apelar à responsabilidade e bom senso da população para evitar ajuntamentos e respeitar as regras de segurança.

MUNDO EM PORTUGUÊS
Registados seis novos casos em Luanda
As autoridades de saúde angolanas registaram esta quinta-feira seis novos casos positivos de Covid-19, todos em Luanda, aumentando para 58 o número total de casos detetados no país desde março. Os novos casos foram todos detetados no Futungo de Belas, numa zona que está sob cerca sanitária, e os pacientes têm idades compreendidas entre os 9 meses e os 95 anos. Dos 58 casos, três morreram, 17 estão recuperados e os restantes continuam ativos.

Número de contágios em Moçambique sobe para 162
Moçambique confirmou esta quinta-feira mais seis infeções por coronavírus, aumentando para 162 o número total de casos positivos no país, que ainda não registou qualquer vítima mortal. Os novos pacientes são todos de nacionalidade moçambicana e foram detetados nas províncias de Maputo (2), Tete (1) e Cabo Delgado (3). Quatro dos infetados estão assintomáticos e dois apresentam sintomas leves, encontrando-se todos em isolamento domiciliar.

Mais 20 infetados na Guiné-Bissau
O número de infeções por Covid-19 na Guiné-Bissau aumentou para 1109 após a confirmação de mais 20 casos positivos no país. O país tem ainda um total de seis óbitos e 42 recuperados, embora muitos doentes curados estejam a aguardar por novos testes - suspensos por falta de material - para confirmar a alta.

Três novos óbitos em São Tomé e Príncipe
Três pessoas morreram de Covid-19 nas últimas 24 horas em São Tomé e Príncipe, elevando para 11 o número de óbitos registado no país. As autoridades de saúde contabilizaram ainda 11 novos casos positivos de infeção por coronavírus, aumentando o número total de casos confirmados no país para 269.  

VOLTA AO MUNDO
Crianças deprimidas em Espanha
Uma em cada seis crianças espanholas manifestou sinais de depressão durante o confinamento, revela um estudo da ONG Save The Children. O problema é mais grave nas classes desfavorecidas, nas quais atinge 32,3% das crianças.

887 mil testes num dia em Wuhan
A cidade chinesa de Wuhan testou na quarta-feira 887 321 pessoas ao novo coronavírus, no âmbito da campanha para testar os 11 milhões de habitantes da cidade de modo a detetar infetados sem sintomas que podem causar novos surtos.

Quarentena violada na Coreia do Sul
A polícia sul-coreana deteve esta quinta-feira um cidadão japonês de 23 anos por violar a quarentena obrigatória de duas semanas para todos os recém-chegados. Registos de cartões bancários provam que saiu à rua em 8 dos 14 dias de quarentena.

Profissionais de saúde infetados no Irão
Mais de 10 mil profissionais de saúde iranianos foram infetados com o novo coronavírus no seu trabalho, admitiu esta quinta-feira o regime de Teerão. O Irão é o país do Médio Oriente mais afetado pela pandemia, com 129 341 casos e 7249 mortes.

Cenário catastrófico na África do Sul
A África do Sul pode vir a ter mais de 3 milhões de casos de coronavírus e 50 mil mortes até ao final do ano, alerta uma estimativa do governo, adiantando que a propagação vírus pode agravar-se no inverno prestes a começar.

Corpo 30 horas na rua no Rio de Janeiro
As autoridades de saúde do Rio de Janeiro demoraram 30 horas para recolher o corpo de um homem que morreu na rua, na favela do Arara, durante o fim de semana. A família acredita que Valnir da Silva morreu de Covid-19.

Vales para viagens no Luxemburgo
O governo do Luxemburgo vai oferecer vales de viagem de 50 euros a todos os habitantes com mais de 16 anos, para serem usados em estadias em hotéis no país, numa medida para apoiar o setor do turismo, gravemente afetado pela pandemia.

Manequins dão exemplo na Lituânia
Os cafés de Vilnius, na Lituânia, encheram-se de manequins impecavelmente vestidos nos primeiros dias de desconfinamento. Medida visa atrair clientes e, ao mesmo tempo, explicar com funcionam as regras de distanciamento social.

Concerto ‘drive in’ na Austrália
Um músico australiano deu um concerto para cerca de 40 pessoas seguramente instaladas nos seus carros, cumprindo desta forma as regras de distanciamento social. Os aplausos foram substituídos por buzinadelas e sinais de luzes.

Robô exterminador em Singapura
Um centro comercial de Singapura contratou um robô exterminador que elimina todos os vestígios do vírus com luz ultravioleta. Ainda por cima é autónomo, o que significa que pode desinfetar os corredores sozinho, sem ajuda humana.

Mais informação sobre coronavírus AQUI.

MAPA da situação em Portugal e no Mundo.

SAIBA como colocar e retirar máscara e luvas.

APRENDA a fazer a sua máscara em casa.

CUIDADOS a ter quando recebe uma encomenda em casa.

DÚVIDAS sobre coronavírus respondidas por um médico

Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)