Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Suspeita de matar meio-irmão de Kim Jong-un aceita troca de acusação

Procuradores pretendem agora acusar Huong de "causar dano voluntário com uma arma perigosa".
Lusa 1 de Abril de 2019 às 04:03
Suspeita de matar meio-irmão de Kim Jong-un aceita troca de acusação e pode ser libertada
Suspeita de matar meio-irmão de Kim Jong-un aceita troca de acusação e pode ser libertada
Suspeita de matar meio-irmão de Kim Jong-un aceita troca de acusação e pode ser libertada
Suspeita de matar meio-irmão de Kim Jong-un aceita troca de acusação e pode ser libertada
Suspeita de matar meio-irmão de Kim Jong-un aceita troca de acusação e pode ser libertada
Suspeita de matar meio-irmão de Kim Jong-un aceita troca de acusação e pode ser libertada

A mulher suspeita de matar o meio-irmão do líder norte-coreano Kim Jong-un declarou-se esta segunda-feira culpada de uma nova acusação, que substitui a de homicídio, e pode ser libertada nas próximas horas, disse o seu advogado.

"É muito provável que seja libertada hoje", disse aos jornalistas o advogado da vietnamita Doan Thi Huong, Salim Bashir, à frente do tribunal de Shah Alam, na Malásia, que pediu clemência ao tribunal.

Os procuradores pretendem agora acusar Huong de "causar dano voluntário com uma arma perigosa", cuja moldura penal corresponde a uma sentença máxima de 10 anos de prisão, substituindo a acusação de homicídio que enfrentava, punível com pena de morte, segundo documentos fornecidos aos jornalistas.

Kim Jong-un Salim Bashir advogado Malásia Doan Thi Huong Shah Alam crime lei e justiça
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)