Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Suspeito de matar Maddie falha sessão no tribunal por ter costelas partidas. Ia pedir para sair mais cedo da cadeia

Advogado de Christian Brueckner diz que houve "agressão", mas as autoridades garantem que o alemão "caiu na cela" enquanto aguardava.  
Pedro Zagacho Gonçalves 16 de Novembro de 2020 às 21:26
Christian Brueckner
Christian Brueckner continua preso
Christian Brueckner
Christian Brueckner é o novo suspeito do rapto de Maddie
Christian Brueckner
Christian Brueckner continua preso
Christian Brueckner
Christian Brueckner é o novo suspeito do rapto de Maddie
Christian Brueckner
Christian Brueckner continua preso
Christian Brueckner
Christian Brueckner é o novo suspeito do rapto de Maddie

O principal suspeito do rapto e morte de Madeleine McCann, Christian Brueckner, ia ser presente ao Tribunal de Braunschweig, esta segunda-feira, no âmbito do seu pedido para sair em liberdade condicional – o alemão está na cadeia de Kiel a cumprir pena de 21 meses de prisão por tráfico de droga. No entanto, Brueckner não conseguiu concretizar o pedido e falhou a sessão onde iria prestar depoimento, por ter duas costelas partidas.

 Segundo o Mirror, o incidente que lesionou o alemão terá ocorrido já quando este estava na cela do tribunal, a aguardar para ser ouvido. Brueckner, condenado por crimes de violação e pedofilia, acabou por ser levado de ambulância para o hospital.

O que aconteceu está ainda por explicar, já que Brueckner viajou de Kiel para Braunschweig (cerca de 300 km) e chegou uma hora mais cedo do que o previsto. Cerca de 40 minutos depois de Brueckner estar na cela, foi chamada uma ambulância para o levar.

Testemunhas dizem que o guarda prisional que recebeu os serviços de emergência anunciou: "Alguém esteve a armar confusão aqui dentro". Brueckner esteve no hospital mais de huma hora, antes de ser levado de volta, algemado nas mãos e pés, para o tribunal.

O tribunal recusa comentar o caso e diz que o incidente está já a ser investigado. O advogado de defesa de Christian Brueckner, Friedrich Fuelscher, foi visto a discutir com os guardas prisionais no local sobre um alegado vídeo que mostrará o que se passou na cela. Segundo o The Sun, o advogado garante que o suspeito de matar Maddie foi "agredido pelos agentes" e que vai "apresentar queixa".

Os registos do tribunal, assim como dos guardas, dão conta de que Brueckner "caiu para o lado na cela".

Bruckner ainda assistiu a parte da sessão em tribunal, mas não foi tomada qualquer decisão. O alemão quer sair mais cedo da cadeia por já ter cumprido dois terços da pena de prisão por tráfico de droga a que foi condenado. Caso o pedido seja aceite, poderá sair da cadeia já no dia 6 de janeiro de 2021.

Brauschweig Christian Brueckner Maddie Madeleine McCann Tribunal de Braunschweig Kiel crime lei e justiça crime
Ver comentários