Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

“Talvez nunca haja uma cura”: OMS quer que os países “façam tudo” para combater a Covid-19

Ghebreyesus relembrou a importância de medidas como o uso de máscara, a higiene das mãos e o distanciamento social.
Rodrigo Amaral 4 de Agosto de 2020 às 08:43
Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor da OMS
Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor da OMS FOTO: Direitos Reservados
O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus, alertou esta segunda-feira que pode nunca chegar a existir uma cura para o novo coronavírus e é preciso que os países façam tudo para evitar a propagação da doença.

"Temos várias vacinas na fase final de testes clínicos e esperamos que algumas possam vir a ser eficazes para travar a infeção. Mas, de momento, não há nenhuma solução milagrosa e talvez nunca haja. A nossa mensagem para as pessoas e para os governos é clara: façam tudo", apelou Ghebreyesus, relembrando a importância de medidas como o uso de máscara, a higiene das mãos e o distanciamento social.

Já o diretor do Programa de Emergências da OMS, Mike Ryan, exortou os países mais afetados, como Índia e Brasil, a não baixarem os braços, frisando que "o caminho é longo e exige um compromisso constante".

Irão ocultou dois terços das mortes
O número de mortes por Covid-19 no Irão é quase três vezes superior ao admitido pelo regime de Teerão, revelam documentos oficiais do próprio governo avançados pela BBC. De acordo com aqueles dados, o vírus matou quase 42 mil pessoas até 20 de julho, em vez dos 14 405 do balanço oficial. O número real de infetados é também muito superior: 451 mil, em vez dos 278 mil oficiais.

PORMENORES
Desembarque proibido
A Noruega proibiu esta segunda-feira o desembarque de passageiros de navios de cruzeiro com mais de 100 pessoas a bordo, após um surto com mais de 40 infetados a bordo de um navio da empresa Hurtigruten, que chegou na sexta-feira ao porto de Tromso.

Testes rápidos
O Reino Unido prometeu disponibilizar já a partir da próxima semana milhões de testes rápidos que permitem diagnosticar a infeção por Covid-19 em apenas 90 minutos.

Refeições com desconto
O governo britânico começou esta segunda-feira a oferecer aos cidadãos ‘vouchers’ com descontos de 50% em refeições para ajudar o setor da restauração, um dos mais atingidos pela pandemia.

Pulseira eletrónica
As autoridades de Singapura vão obrigar os viajantes provenientes de determinados países a usarem pulseiras eletrónicas para confirmar se cumprem a quarentena obrigatória.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
OMS Covid-19 Organização Mundial de Saúde Tedros Adhanom Ghebreyesus saúde doenças doenças contagiosas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)