Temer troca ministro da Justiça para travar investigações

Osmar Serraglio era muito criticado pelos aliados de Temer por não ter pulso firme em relação à Polícia Federal.

O presidente brasileiro, Michel Temer, trocou, este domingo e de surpresa, o ministro da Justiça, tirando do cargo Osmar Serraglio, nomeado há pouco mais de dois meses, e colocando Torquato Jardim, um crítico da operação anti-corrupção Lava Jato. A troca foi interpretada por analistas e por partidos da oposição como uma tentativa desesperada de Michel Temer de controlar a Polícia Federal, subordinada ao Ministério da Justiça e responsável pelas investigações da Lava Jato, inclusive contra o próprio presidente.

Osmar Serraglio, que não foi avisado antecipadamente da troca, era muito criticado pelos aliados de Temer por não ter pulso firme em relação à Polícia Federal, que o grupo de assessores presidenciais considera cometer abusos e excessos sempre que as investigações chegam perto de mais de autoridades, principalmente de ministros e do próprio chefe de Estado.

Já Torquato Jardim, até agora ministro da Transparência, jurista e advogado, tem criticado muito a Lava Jato, as prisões preventivas que têm garantido a assinatura de acordos de colaboração com políticos e empresários "arrependidos".

Além de tentar travar o avanço das investigações contra Michel Temer, Torquato Jardim pode ser muito útil a Michel Temer na próxima semana, altura em que o presidente vai ser julgado no Tribunal Superior Eleitoral, TSE, por alegado uso de fundos ilícitos na campanha presidencial de 2014, que pode acarretar-lhe a perda do cargo.

Jardim já foi juíz do TSE duas vezes e tem, por isso, uma excelente relação com vários dos atuais magistrados desse tribunal, podendo articular uma sentença favorável a Temer ou pressionar o adiamento do julgamento.

Além de críticas generalizadas na imprensa e nos setores políticos não aliados a Temer, a mudança já preocupa a Polícia Federal. Em comunicado divulgado ainda domingo, a associação dos delegados (inspetores) da PF expressou a sua preocupação com a nomeação de Torquato Jardim num momento tão delicado e face às críticas que ele já fez aos métodos e resultados da Lava Jato.



Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!