Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Tempestade deixa França de luto

A tempestade ‘Xynthia’, que no passado fim-de-semana fustigou vários países europeus, incluindo Portugal, atingiu particularmente a França, onde causou pelo menos 51 mortos, dezenas de feridos e milhares de desalojados, não havendo a registar vítimas portuguesas. Segundo as autoridades, ainda há dezenas de pessoas dadas como desaparecidas. Reagindo a esta catástrofe, Ségolene Royal, presidente da região de Poitou-Charentes, afirmou: "‘Xynthia’ deixou a França de luto."
2 de Março de 2010 às 00:30
Tempestade  Xynthia varreu França
Tempestade Xynthia varreu França FOTO: Regis Duvignau/Reuters

O balanço de vítimas mortais 'pode agravar-se', advertiu o ministro do Interior, Brice Hortefeux, segundo o qual as equipas de resgate efectuam buscas casa a casa. De acordo com fonte do Consulado Geral de Portugal em Paris, nenhuma informação indica a existência de vítimas portuguesas.

O presidente Nicolas Sarkozy declarou o estado de catástrofe nacional e visitou as zonas afectadas, on-de meio milhão de pessoas ficaram sem energia eléctrica. O chefe de Estado prometeu três milhões de euros para as ajudar as vítimas da tempestade, que semeou ainda o caos nos transportes. A Air France cancelou uma centena de voos no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris.

A intempérie estendeu-se ainda a vários outros países europeus, como a Alemanha (seis mortos), onde muitos voos sofreram atrasos e comboios pararam, Espanha (três) e Bélgica (um).

APONTAMENTOS

DURÃO PROMETE APOIO

O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, prometeu apoio aos países mais afectados pela ‘Xynthia’. O apoio será prestado, em primeiro lugar, a França, particularmente atingida. Paris solicitara ajuda à União Europeia.

CAVACO SILVA LAMENTA

O presidente português, Cavaco Silva, enviou ontem uma mensagem de condolências ao homólogo francês, Nicolas Sarkozy, aexpressar o seu 'profundo pesar' pelo temporal que no passado fim-de-semana atingiu a França.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)