Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

"Tentei esfaqueá-lo no coração mas ele não o tem": Mulher que matou o marido abusivo diz preferir a prisão

Penelope mantinha uma faca de cozinha debaixo da almofada para poder esfaquear o marido quando tivesse oportunidade.
Correio da Manhã 12 de Outubro de 2021 às 18:26
David Jackson e Penelope Jackson
David Jackson e Penelope Jackson FOTO: Facebook
Penelope Jackson, de 66 anos, esfaqueou o marido de que era vítima de violência doméstica. A mulher, ao ser ouvida em tribunal, explicou que, depois de o matar, ligou para o 112 e disse-lhes: "Tentei esfaqueá-lo no coração, mas ele não tem um". 

O áudio da chamada foi ouvido em tribunal durante o julgamento à mulher que esfaqueou o marido David Jackson, de 78 anos, três vezes com uma faca de cozinha. Penelope justificou que não aguentava mais os abusos. 
 
Os procuradores apontaram que a mulher falou calmamente durante a chamada para os meios de socorro. Penelope revelou que mantinha a faca da cozinha debaixo da almofada na casa onde viviam, em Somerset, Inglaterra. 

O casal casou-se em 1996 e os amigos e familiares acreditavam que mantinham um relacionamento feliz e normal.

No entanto, durante o julgamento ficou a saber-se que que a polícia tinha chamada pouco antes do Natal do ano passado, quando David agarrou Penelope pelo braço e a deixou com hematomas por causa de uma discussão sobre o comando da televisão. 

Em 13 de fevereiro de 2021, Penelope feriu o marido mortalmente alegando que "estava farta dele".
Penelope Jackson David Jackson crime lei e justiça crime lei e justiça questões sociais
Ver comentários