Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Terramoto sacode arquipélago de Tonga

Um terramoto de magnitude 8,1 na escala de Richter sacudiu ontem o arquipélago de Tonga, localizado entre a Nova Zelândia e o Hawai, sem causar vítimas nem danos materiais consideráveis. Foi o mais violento sismo registado este ano.
4 de Maio de 2006 às 00:00
Logo após o terramoto – que ocorreu pelas 04h26 da madrugada, hora local (16h26 em Lisboa) –, os Serviços Geológicos dos EUA emitiram alertas de tsunami para Tonga, Niue, Samoa, Fiji, Hawai e Nova Zelândia, os quais, no entanto, acabaram por ser cancelados duas horas depois.
Com epicentro a cerca de 153 quilómetros ao largo da costa do Tonga e a uma profundidade de 16 quilómetros, o terramoto apenas causou um grande susto e cortes na energia eléctrica. “Estava a dormir quando ocorreu o terramoto. Acordei com um som estranho, parecia um estalo. O meu prédio fica em frente ao mar e começou a balançar. Foi um grande susto”, contou Ron Vea, proprietário da Rádio Tonga.
Segundo David Applegate, dos Serviços Geológicos dos EUA, a magnitude deste terramoto foi maior do que a do sismo que atingiu S. Francisco em 1989, mas consideravelmente menor do que o de 26 de Dezembro de 2004 ocorrido ao largo da ilha indonésia de Sumatra. Este terramoto, recorde-se, teve magnitude 9,0, desencadeou um devastador tsunami que atingiu vários países banhados pelo Oceano Índico e matou 200 mil pessoas.
O arquipélago de Tonga tem 171 ilhas e uma população de 108 000 habitantes. A economia assenta nas exportações de abóbora e baunilha e na pesca. A remessa dos emigrantes e a ajuda externa são fulcrais para a sua sobrevivência. É a última monarquia do Pacífico, com o rei Tupou IV a gerir os destinos do país
Ver comentários