Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Tia salvou bebé

Alejandra Estrada forçou a entrada da caravana onde mora a irmã, em Hudson Oaks, no Texas, e ficou petrificada com o que viu: ela e os quatro sobrinhos estavam enforcados dentro do guarda-roupa!
31 de Maio de 2007 às 00:00
Familiares estão inconsoláveis com a tragédia. À direita, a caravana casa onde vivia a mãe com as filhas. Em baixo, vários brinquedos das crianças junto à casa
Familiares estão inconsoláveis com a tragédia. À direita, a caravana casa onde vivia a mãe com as filhas. Em baixo, vários brinquedos das crianças junto à casa FOTO: Jessica Rinaldi / Reuters
“Foi horrível. Uma cena indiscritível”, comentou. Ainda não refeita do choque, apercebeu-se de que o bebé de oito meses ainda estava vivo e resgatou-o, chamando depois o 112.
Gilberta Estrada, de 25 anos, andava deprimida desde que se separara de Gregorio Frayre Rodriguez, pai de três das suas filhas, incluindo de Evelyn, a bebé que sobreviveu. Era um homem violento e, em Agosto passado, um tribunal chegou mesmo a ordenar uma medida restritiva após um incidente de violência doméstica. Em Fevereiro separaram-se.
Apesar de deprimida, Gilberta não descurava os cuidados com as suas quatro meninas: Maria Teresa Estrada, de cinco anos, Janet Frayre, de três anos, Magaly Frayre, de dois anos, e Evelyn, de oito meses. Os vizinhos atestam que estavam sempre bem vestidas e bem tratadas.
Segundo a polícia, Gilberta enforcou as filhas com pedaços de pano e cintos de tecido, pendurando-as pelo pescoço no varão do armário. Depois, usou também um pedaço de pano, fez um nó de correr e pendurou-se, de joelhos dobrados e atados ao corpo para caber no armário.
A irmã descobriu os corpos porque estranhou que Gilberta não tivesse ido trabalhar e foi ver o que passava. A polícia aguarda os resultados da autópsia para saber se a mãe sedou ou sufocou os filhos antes de os pendurar no armário.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)