Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Timor-Leste: Alkatiri notificado como arguido

O primeiro-ministro timorense demissionário, Mari Alkatiri, foi notificado como arguido pelo Ministério Público para prestar declarações no próximo dia 20, por alegada participação na distribuição de armas a civis.
11 de Julho de 2006 às 10:02
De acordo com a Procuradoria Geral da República Mari Alkatiri encontra-se no mesmo processo que o ex-ministro do Interior, Rogério Lobato, contudo, em função dos seus depoimentos poderá ser aberto um processo individual. Estão acusados da prática de quatro crimes: associação criminosa, posse ilegal de armas, conspiração e tentativa de revolução, que prevêem pena de prisão até 15 anos.
O processo actual fundamenta-se nas acusações de Vicente da Conceição "Railos", veterano da resistência contra a ocupação indonésia e comandante do alegado "esquadrão da morte".
"Railos", que hoje entregou 11 armas automáticas ao Procurador Geral da República, Longuinhos Monteiro, numa cerimónia presidida pelo primeiro-ministro José Ramos-Horta, acusou Alkatiri de ter ordenado a Rogério Lobato para armar grupos de civis, as chamadas Equipas de Segurança Secreta da Fretilin, para eliminar adversários políticos, dentro e fora do partido maioritário.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)