Atirador que matou 12 pessoas na Califórnia chegou ao local no carro da mãe

Um polícia está entre as vítimas mortais de tiroteio em bar da localidade Thousand Oaks.
08.11.18
O homem que abriu fogo num bar da cidade de Thousand Oaks, na Califórnia, matando 12 pessoas, foi identificado como sendo Ian Long, um homem de 29 anos. Há ainda registo de 21 feridos. A imprensa local adianta que o homem chegou ao bar Borderline Bar and Grill ao volante do carro da mãe. Começou por alvejar a pessoa que estava na caixa e continuou a disparar.

A polícia já esteve na casa do suspeito, de 29 anos. É descrito como um homem branco, com muitas tatuagens, o que ajudou a que fosse identificado, depois de o seu corpo ser encontrado sem vida. O suspeito usou uma pistola de calibre .45. Chegou ao local sem qualquer documento de identificação. Entrou no bar sem dizer palavra e começou a disparar. Os seus motivos ainda não são conhecidos.

O tiroteio fez esta quinta-feira 12 mortos, incluindo um polícia, avança a CNN. As autoridades, segundo a AP, avançam que o atirador é um homem de 29 anos e que usou uma arma semi-automática de calibre .45, mas não revelaram mais detalhes. O homem, que estaria vestido de preto e usava óculos quando entrou no espaço nocturno, apareceu morto - as autoridades não confirmaram se o abateram, se suicidou. 

De acordo com a Sky News, o atirador foi abatido. Pelo menos quatro ambulâncias foram deslocadas para o local do tiroteio. 

De acordo com alguns relatos citados pela imprensa norte-americana, os frequentadores do espaço esconderam-se nas casas de banho do bar e o atirador fez vários disparos já depois das autoridades terem chegado ao local. Algumas das pessoas que conseguiram fugir, ainda no decorrer do tiroteio, dirigiram-se a uma bomba de gasolina perto a pedir ajuda. 

"Estava perto da porta a falar com o meu padrasto quando comecei a ouvir os disparos. Terão sido uns três ou quatro até eu me atirar para o chão", contou John Hedge em declarações à ABC7. Segundo o jovem, o segurança do espaço foi atingindo e o atirador usou granadas de fumo.

As autoridades pediram às pessoas para se manterem afastadas do local do tiroteio - o nightclub fica a cerca de 40 quilómetros da baixa de Los Angeles e recebia uma festa universitária esta madrugada.

Este massacre foi o maior tiroteio em massa nos EUA desde que 17 alunos e professores foram mortos numa escola em Parkland, a 14 de Fevereiro de 2016. O ataque desta quinta-feira ocorreu menos de duas semanas depois de um atirador ter morto 11 pessoas numa sinagoga em Pittsburgh.


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!