Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Pelo menos três mortos e 11 feridos em tiroteios em escolas no Brasil

Atirador fugiu em alta velocidade e está a ser ativamente procurado por toda a região de Aracruz.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 25 de Novembro de 2022 às 15:30
Policia Brasil
Policia Brasil FOTO: Direitos Reservados

Dois ataques consecutivos a escolas na cidade de Aracruz, no estado brasileiro do Espírito Santo, deixaram esta sexta-feira pelo menos três pessoas mortas e 11 feridas. Até às 13h00 locais, 16h00 em Lisboa, a polícia ainda não tinha divulgado a identidade das vítimas.

Uma grande força conjunta da Polícia Militar e da Polícia Judiciária de Aracruz faziam nessa altura uma intensa caça ao atirador, que fugiu de carro após os ataques. Ao contrário do que tinha sido informado inicialmente, quando se disse que os atiradores correspondiam a um grupo, que vestia roupas militares, a nova informação avançada pela polícia do Espírito Santo é que os dois ataques foram levados a cabo por uma única pessoa, aparentemente um jovem.

O atirador invadiu primeiro uma escola pública primária e secundária na Praia do Coqueiral, a 22 km do centro da cidade de Aracruz, entrando já a atirar. Ele foi directamente para a sala dos professores, o que pode indiciar que já conhecia o local, e fez uma série de disparos, que deixaram duas pessoas mortas e quatro feridas.

Logo em seguida, o assassino entrou no seu carro e foi para uma outra escola, esta particular, que fica na mesma avenida, e que também invadiu aos tiros. Neste estabelecimento, fez um morto e mais cinco feridos.

Entrando novamente no seu carro, o atirador fugiu em alta velocidade e está a ser ativamente procurado por toda a região de Aracruz, cidade de 100 mil habitantes que fica a 85 quilómetros da capital do Espírito Santo, Vitória. Até à citada hora a polícia não tinha divulgado mais informações sobre os ataques, nomeadamente suspeitas sobre a identidade do atirador e a motivação dos crimes.

Brasil crime lei e justiça polícia crime autoridades locais
Ver comentários
C-Studio