Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Tiroteio em faculdade canadiana

Um homem armado abriu ontem fogo na cafetaria da Faculdade de Dawson de Montreal, no Canadá, causando pelo menos um morto e 19 feridos, cinco dos quais em estado crítico, antes de ser abatido pela Polícia.
14 de Setembro de 2006 às 08:02
De acordo com informação avançada esta quinta-feira pelas autoridades canadianas, a vítima mortal é uma mulher de 20 anos, que não resistiu aos ferimentos sofridos.
O cônsul de Portugal em Montreal, Carlos Oliveira, presenciou a acção policial no momento em que passava no local, onde o seu filho estuda. O jovem, que não correu perigo pois tinha saído do edifício minutos antes do sucedido, “ainda ouviu o tiroteio”.
Testemunhas afirmaram que o atirador estava vestido de negro e desatou a disparar indiscriminadamente sobre os alunos. Um estudante afirmou ter ouvido pelo menos 20 disparos, que causaram o pânico entre as centenas de jovens que se encontravam no local.
Muitos trancaram-se nas salas de aula, barricando as portas com as mesas, enquanto outros fugiram para a rua. Soher Marous, um dos estudantes que viu o atirador, descreveu-o como um “homem de rosto frio”.
A Polícia evacuou os arredores da faculdade, cercou o local e acabou por neutralizar o agressor.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)