Tiroteio em igreja do Texas faz 26 mortos

Ataque fez duas dezenas de feridos. Suspeito do massacre morreu.
05.11.17

O atirador que matou pelo menos 26 pessoas num atentado numa igreja batista de uma cidade dos subúrbios San António, no Texas foi identificado. Os media americanos avançam que o suspeito - que suicidou-se no local - é Devin Patrick Kelley. Residente num subúrbio de San António serviu na Força Aérea dos EUA até 2014.

Tiroteio em igreja do Texas faz 26 mortos


O jornal americano cita uma conta da rede social Linkedin que revela que Kelley, de 26 anos, deu aulas sobre a bíblia durante o verão.

As autoridades locais confirmaram pelas 23h30 deste domingo (hora portuguesa) a morte de pelo menos 26 pessoas e um número próximo dos 30 de feridos no tiroteio, que aconteceu na manhã deste domingo. O ataque teve lugar numa sala de culto da Primeira Igreja Batista, na cidade de Sutherland Springs, próxima de San António, no estado americano do Texas.

As vítimas têm entre 5 e 72 anos.

O diretor regional de Saúde Pública do Texas, Freeman Martin, informou em conferência e imprensa que 23 das vítimas foram encontradas mortas dentro do edifício da igreja batista, duas outras no exterior do edifício e uma pessoa foi levada pelos serviços médicos, mas acabou por sucumbir.

No mesmo encontro com os jornalistas, foi explicado que o autor do massacre parou o carro pelas 11h30 (17h30 em Lisboa) numa bomba de gasolina junto à igreja de Sutherland Springs, e entrou com uma arma de assalto. Começou a disparar e depois continuou o tiroteio no exterior. Vestia de negro e tinha um colete à prova de bala.

Foram encontradas 23 vítimas já sem vida dentro da igreja. Outra duas foram mortas no exterior e uma terceira morreu numa unidade de saúde, depois de ter sido levada em estado crítico do local do massacre. Há ainda vários feridos em estado grave, pelo que o balanço do número de mortos poderá aumentar.

Segundo o relato das autoridades, o suspeito entrou depois no carro e saiu do local. Testemunhas contam que um vizinho disparou contra Devin, precipitando a sua fuga.

O suspeito ainda foi perseguido pelas autoridades, mas o carro que conduzia despistou-se a cerca de 15 km do local do tiroteio. Devin viria a ser encontrado morto, dentro do veículo, com marcas de ferimentos de bala. 

Uma testemunha ouvida pela ABC, confirma que o atirador entrou na igreja, onde estavam cerca de 50 pessoas, e começou a abrir fogo.


Sutherland Springs é uma localidade com cerca de 400 habitantes, a cerca de 48 quilómetros da cidade de Santo António, informa a agência Associated Press.



O Presidente dos EUA, Donald Trump, já reagiu no Twitter. "Que Deus esteja com o povo de Sutherland Springs, Texas. Estou a monitorizar a situação do Japão", lê-se no tweet.

O governador do Texas, Gregg Abbott também já se manifestou nas redes sociais: "As nossas orações estão com todas as pessoas apanhadas por este ato terrível. Agradecemos às forças de segurança pela resposta".

O tiroteio deste domingo ocorreu no dia que marca o oitavo aniversário do massacre de 5 de novembro, de 2009, na base do Exército Fort Hood, no centro do Texas, em que 13 pessoas foram mortas.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De AVATAR00706.11.17
    Infelizmente e uma noticia do quotidiano nos estados unidos que ainda vivem no tempo dos cobóis. <br/>Comprar uma arma nesse país e tão fácil como em Portugal ir beber um café.
1 Comentário
  • De AVATAR00706.11.17
    Infelizmente e uma noticia do quotidiano nos estados unidos que ainda vivem no tempo dos cobóis.
    Comprar uma arma nesse país e tão fácil como em Portugal ir beber um café.
    Responder
     
     0
    !