Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Tiroteio na Finlândia faz dois mortos

Duas pessoas morreram e outras oito ficaram feridas, esta madrugada, no sudeste da Finlândia, depois de um homem ter disparado sobre elas, informou hoje a polícia finlandesa.
26 de Maio de 2012 às 15:00
tiroteio, Finlândia, morto, feridos
tiroteio, Finlândia, morto, feridos FOTO: Reuters

Um jovem de 18 anos é a segunda vítima mortal do tiroteio que ocorreu hoje de madrugada no centro da cidade de Hyvinkaa, 50 quilómetros a norte de Helsínquia, informaram fontes da polícia.

O tiroteio ocorreu cerca das 02h00 (22h00 de Lisboa) na zona central da localidade de Hyvinkaa, quando um jovem também de 18 anos, vestido com roupa camuflada e armado com duas espingarda de calibre diferente, disparou de forma indiscriminada a partir do telhado de um edifício de escritórios.

Os disparos causaram a morte de uma jovem de 18 anos e feriram outras oito pessoas, incluindo um jovem que acabaria por falecer no hospital e um agente da polícia que chegou ao local pouco depois do alerta e que se encontra igualmente em estado crítico.

O suspeito, um habitante de Hyvinkaa, foi detido cerca de cinco horas após o tiroteio.

Fontes policiais adiantaram que o detido, que não tem antecedentes criminais, tinha duas espingardas, uma de grande calibre, para as quais não tinha licença.

Nos últimos anos, a Finlândia registou dois tiroteios mortais em escolas.

Em 2008, numa escola na cidade de Kauhajoki, um estudante matou nove colegas e um professor antes de se suicidar.

Um ano antes, um jovem de 18 anos matou seis colegas, uma enfermeira e o director da escola num liceu em Tuusula, sul da Finlândia.

Depois dos ataques as autoridades reforçaram a segurança nas escolas, instalando sistemas de videovigilância e fechaduras nas salas de aulas, e promoveram o treino de professores, funcionários e alunos para lidarem com os tiroteios.

Há dois meses, um homem de 23 anos feriu a tiro o pai da ex-namorada num edifício de escritórios antes de disparar vários tiros contra a porta de uma sala de aula num liceu no sul da Finlândia, sem causar feridos.

Desde 2000, 33 pessoas morreram em tiroteios em escolas e centros comerciais na Finlândia.

Em 2009, o Parlamento de Helsínquia decidiu endurecer a lei sobre armas no país, onde há 650 mil portadores legais de armas, numa população de 5,4 milhões de pessoas.

 

tiroteio Finlândia morto feridos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)