Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Traficantes vendem cocaína com foto de Ronaldo

Caso foi descoberto por agentes da Guarda Civil Municipal de Salto.
26 de Junho de 2014 às 12:04
Cápsulas de cocaína com a foto de Cristiano Ronaldo
Cápsulas de cocaína com a foto de Cristiano Ronaldo

A grande popularidade de que Cristiano Ronaldo desfruta em qualquer parte do mundo, nomeadamente no Brasil, onde disputa o Mundial 2014, faz muita gente tentar usar a imagem dele para aumentar a venda de vários produtos, até mesmo dos ilegais. Era o que faziam, de acordo com o que foi avançado ao Correio da Manhã, traficantes de Salto, cidade turística no interior do estado brasileiro de São Paulo, que vendiam cocaína e crack, uma droga derivada da anterior e ainda mais devastadora, em cápsulas com a foto de CR7 colada como chamariz.

Segundo as informações avançadas ao CM pela corporação, o caso foi descoberto pelos agentes Frois e Ubiraci, da Guarda Civil Municipal (GCM) de Salto, quando faziam patrulhamento de rotina no final da noite de terça para quarta-feira. Dois homens que estavam parados junto a um camião no bairro União, naquela cidade paulista, despertaram suspeitas e, após abordagem e revista, a droga com a imagem do jogador português foi encontrada.

Inicialmente, os agentes encontraram com os dois homens 30 cápsulas – tinham o formato de pequenas bolinhas – de cocaína estampadas com a foto de um sorridente CR7, além de 261 porções individuais de marijuana. Mas na casa de um dos suspeitos, um servente de pedreiro de 18 anos, os guardas descobriram quantidades maiores, tanto do estupefaciente como das imagens do craque português.

Na habitação foram encontradas outras 500 cápsulas com cocaína e crack, todas exibindo a imagem de CR7, além de outras 3.600 cápsulas ainda vazias, prontas para serem preenchidas com droga, um revólver com o número de identificação raspado, balanças de precisão para pesar as drogas e produtos para misturar os estupefacientes a outras substâncias e aumentar o lucro. Além disso, a Guarda Civil Municipal de Salto encontrou ainda quase mais quatro mil fotos de Cristiano Ronaldo, produzidas em papel especial autocolante, que os traficantes iriam colocar em outras tantas cápsulas de droga.

Ronaldo Martins, da GCM de Salto, explicou ao CM que as cápsulas encontradas são feitas com um material emborrachado e usadas pelos traficantes para vendas nas ruas. Também conhecidas como pinos. Cada cápsula pode conter até pouco mais de duas gramas de droga, para uso individual.

Levados para a esquadra da cidade, os dois suspeitos tiveram destinos diferentes. O que assumiu ser o dono da droga foi incriminado por tráfico e o outro, que alegou não ter conhecimento da atividade ilegal do amigo e foi ilibado por este, assinou um termo circunstanciado de ocorrência e foi libertado.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)