Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

‘Traição’ de Trump embaraça Jair Bolsonaro

Presidente brasileiro mantém silêncio sobre proibição de entrada de brasileiros nos EUA por causa do coronavírus.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 26 de Maio de 2020 às 01:30
Decisão de Donald Trump é vista no Brasil como uma crítica à forma como o governo de Jair Bolsonaro tem combatido a pandemia
Decisão de Donald Trump é vista no Brasil como uma crítica à forma como o governo de Jair Bolsonaro tem combatido a pandemia FOTO: Alex Wong/Getty Images

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, sofreu um novo revés internacional, desta feita infligido pelo seu maior ídolo, o presidente dos EUA, Donald Trump. Numa decisão considerada eleitoralista, visando as Presidenciais de novembro nos EUA, o presidente norte-americano proibiu domingo a entrada nos EUA de viajantes provenientes do Brasil ou que tenham estado no país nas duas últimas semanas, devido ao avanço descontrolado da pandemia no país.

Trump alegou a necessidade de proteger os americanos do coronavírus, mas, na verdade, os EUA estão em situação muito pior do que o Brasil. Os EUA têm mais de 1,6 milhões de infetados por Covid-19 e mais de 100 mil mortos, enquanto o Brasil, apesar da curva ascendente da doença, tem 365 mil infetados e 23 mil mortos.

Constrangido pela decisão de um líder que tem tentado imitar, Bolsonaro até esta segunda-feira não se tinha pronunciado sobre a decisão. Um porta-voz da Presidência, Filipe Martins, tentou minimizar a decisão dos EUA, escrevendo numa rede social: "Ignorem a histeria da imprensa. Ao banir temporariamente a entrada de brasileiros nos EUA, o governo norte-americano está a seguir parâmetros quantitativos previamente estabelecidos, que atingem naturalmente um país tão populoso quanto o nosso. Não há nada especificamente contra o Brasil."

Nas últimas semanas, Trump já tinha criticado, embora de forma discreta, a forma como o "bom amigo" Bolsonaro está a enfrentar a pandemia. "Odeio dizer, mas o Brasil está muito alto, o gráfico (dos casos de coronavírus) está muito, muito alto, lá em cima, quase vertical. O presidente do Brasil é realmente um bom amigo meu, um ótimo homem, mas eles adotaram um caminho diferente dos países vizinhos e estão a viver um momento muito difícil", afirmou Trump.

PORMENORES
Segundo com mais casos
O Brasil ultrapassou no sábado a Rússia e tornou-se o segundo país do Mundo com mais casos confirmados de coronavírus. O país registou até ontem mais de 365 mil infetados e 23 mil mortes por Covid-19.

Críticas à imprensa
Além de não criticar a decisão de Donald Trump de proibir a entrada de brasileiros nos EUA, Jair Bolsonaro ainda defendeu ontem o amigo americano, afirmando que a imprensa mundial é de esquerda e que, por isso, tanto ele quanto Trump são perseguidos e têm uma imagem negativa no exterior.

Mais informação sobre coronavírus AQUI.

MAPA da situação em Portugal e no Mundo.

SAIBA como colocar e retirar máscara e luvas.

APRENDA a fazer a sua máscara em casa.

CUIDADOS a ter quando recebe uma encomenda em casa.

DÚVIDAS sobre coronavírus respondidas por um médico

Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24

Donald Trump Jair Bolsonaro Presidenciais EUA Brasil Covid-19 política questões sociais eleições
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)