Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Transportadora aérea cabo-verdiana reduz perdas

A TACV registou um crescimento de 7% e uma redução nas perdas de 60%.
16 de Novembro de 2014 às 14:54
Os dados foram avançados pelo administrador executivo dos Transportes Aéreos de Cabo Verde
Os dados foram avançados pelo administrador executivo dos Transportes Aéreos de Cabo Verde FOTO: António Carrapato

A companhia aérea de Cabo Verde, TACV, registou no primeiro semestre deste ano um crescimento de 7% e uma redução nas perdas de 60%, tendo a administração defendido que a sustentabilidade da empresa "é possível".


Os dados foram avançados num comunicado assinado por Marco António Pereira, administrador executivo dos Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV), em que adiantou que a melhoria é "notória", comparando os valores apurados este ano com os de 2011 e 2012.


"Nota-se agora uma certa tendência de consolidação dos resultados globais de 2013, que se traduziram numa redução das perdas de 58% face a 2012 e de 32%, relativamente a 2011", afirma.


Para os resultados, acrescentou, contribuíram as reduções dos custos de posse das aeronaves, com a renegociação dos contratos de locação da frota, mas também a diminuição da fatura do combustível e a contenção dos encargos com o pessoal.


Como aspetos negativos, Marco Pereira salientou o aumento dos encargos com o alojamento e o redireccionamento de passageiros, custos que ultrapassaram os registados no mesmo período de 2013, havendo, porém, expectativas de que, na segunda metade do ano, os resultados possam ser atenuados.

companhia aérea cabo-verde administração TACV
Ver comentários