Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Tribunal condena ex-líder civil a mais três anos de prisão

Em causa está a violação do segredo de Estado.
Lusa 29 de Setembro de 2022 às 07:16
Aung San Suu Kyi, ex-líder da Birmânia
Aung San Suu Kyi, ex-líder da Birmânia FOTO: Getty
Um tribunal em Myanmar (antiga Birmânia) condenou a ex-líder Aung San Suu Kyi a uma pena de três anos de prisão por violar a lei de segredos do Estado, noticiou a agência de notícias Associated Press (AP).

O antigo conselheiro para a economia de Aung San Suu Kyi, Sean Turnell, recebeu a mesma sentença, assim como outros três membros do executivo da ex-líder civil e Prémio Nobel da Paz.

Turnell foi acusado, juntamente com Suu Kyi e os três ex-governantes, com base em documentos apreendidos, que se encontravam na posse do australiano.

Myanmar Sean Turnell Estado Birmânia Aung San Suu Kyi política Myanmar
Ver comentários