Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Tribunal francês condena islamistas radicais

Um tribunal parisiense condenou esta quarta-feira 25 islamistas radicais a penas de prisão que variam entre os seis meses e os dez anos. Os visados são acusados de terem planeado atentados contra a Torre Eiffel, em Paris, e contra esquadras e interesses israelitas em França, nos anos de 2001 e 2002.
14 de Junho de 2006 às 12:50
Fonte judicial informou que os cinco principais envolvidos neste processo foram punidos com penas de oito a 10 anos de prisão, enquanto os restantes foram sentenciados com penas mais leves, sendo que dois dos indivíduos inicialmente acusados acabaram por ser ilibados.
Os cinco islamistas radicais sentenciados com as penas mais pesadas foram: Meruane Benhamed e Menad Benchellali, condenados a dez anos de prisão; Said Arif e Nurredine Merabet, punidos com nove anos, e Mohamed Marbah, com oito. Todos terão de cumprir pelo menos dois terços das penas.
Os acusados eram antigos membros do Grupo Islâmico Armado argelino (GIA), um movimento radical islâmico próximo da rede terrorista Al-Qaeda, de Osama bin Laden, e indivíduos recrutados por estes nos subúrbios de Paris.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)