Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Tribunal saudita condena ativista a 20 anos de prisão por opinar no Twitter

Este tribunal foi "criado em 2008 para julgar membros de grupos terroristas", mas, segundo o CGDH, "tem sido usada para deter ativistas e defensores dos direitos humanos".
Lusa 8 de Abril de 2021 às 12:51
Um tribunal sul-coreano informou que absolveu um homem que seguia a Coreia do Norte na sua conta de Twitter
Um tribunal sul-coreano informou que absolveu um homem que seguia a Coreia do Norte na sua conta de Twitter FOTO: Reuters
Um tribunal saudita condenou um ativista dos direitos humanos a 20 anos de prisão por expressar suas opiniões sobre assuntos públicos na rede social Twitter, disse hoje uma organização não-governamental (ONG) num comunicado.

Segundo o Centro do Golfo para os Direitos Humanos (CGDH), citado pela agência EFE, a sentença contra o saudita Abdelrahman al-Sadhan foi proferida no dia 05 de abril, pelo Tribunal Penal Especializado de Riade.

Este tribunal foi "criado em 2008 para julgar membros de grupos terroristas", mas, segundo o CGDH, "tem sido usada para deter ativistas e defensores dos direitos humanos".

Twitter ONG CGDH crime lei e justiça
Ver comentários