Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Tribunal reduz pena a acusados de conduta homossexual

Egípcios tinham sido condenados em novembro por "publicação de imagens indecentes".
27 de Dezembro de 2014 às 13:51
A justiça egípcia reduziu a pena aos jovens
A justiça egípcia reduziu a pena aos jovens FOTO: Getty Images

Um tribunal de recurso egípcio reduziu este sábado de três para um ano de prisão a pena a aplicar a oito jovens acusados de terem aparecido num vídeo de um casamento homossexual largamente difundido pelas redes sociais.

Os jovens tinham sido condenados em novembro por "publicação de imagens indecentes", mas ilibados da "prática de incitação ao deboche".


O novo veredito foi anunciado por um responsável judicial às famílias dos condenados que aguardavam numa sala de audiência num tribunal do Cairo, constatou um jornalista da Agência France Presse (AFP).

A decisão é passível de recurso.


Os oito jovens foram detidos em setembro depois de terem aparecido num vídeo que mostra dois homens a trocarem alianças, num barco, rodeados de amigos.

O vídeo foi partilhado no 'Facebook', 'Twitter' e 'Youtube'.


Os advogados de defesa não param de afirmar que os seus clientes não são homossexuais e acusam o tribunal de ter cedido à pressão popular de um país conservador e onde a homossexualidade é mal vista.

Depois da detenção, um dos jovens afirmou a uma cadeia de televisão privada que o vídeo foi filmado durante um aniversário.

Tribunal Egipto conduta homossexual
Ver comentários