Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Trump estava a par de reunião com russos

Advogado diz que republicano sabia de encontro do filho com enviada russa que dizia ter informações prejudiciais sobre Hillary Clinton.
Ricardo Ramos 28 de Julho de 2018 às 09:55
Michael Cohen  foi durante décadas o braço-direito de Trump
Donald Trump e Vladimir Putin reunidos em Helsínquia
Putin e Trump
Donald Trump e Vladimir Putin reunidos em Helsínquia
Donald Trump e Vladimir Putin reunidos em Helsínquia
Donald Trump e Vladimir Putin reunidos em Helsínquia
Michael Cohen  foi durante décadas o braço-direito de Trump
Donald Trump e Vladimir Putin reunidos em Helsínquia
Putin e Trump
Donald Trump e Vladimir Putin reunidos em Helsínquia
Donald Trump e Vladimir Putin reunidos em Helsínquia
Donald Trump e Vladimir Putin reunidos em Helsínquia
Michael Cohen  foi durante décadas o braço-direito de Trump
Donald Trump e Vladimir Putin reunidos em Helsínquia
Putin e Trump
Donald Trump e Vladimir Putin reunidos em Helsínquia
Donald Trump e Vladimir Putin reunidos em Helsínquia
Donald Trump e Vladimir Putin reunidos em Helsínquia
O antigo advogado e braço-direito de Donald Trump, Michael Cohen, garante que o presidente sabia do encontro entre o filho Donald Jr. e outros responsáveis da campanha com uma emissária russa que dizia ter informações prejudiciais sobre Hillary Clinton. O testemunho de Cohen é explosivo para o presidente, uma vez que a referida reunião é a peça central da investigação ao alegado conluio entre a campanha de Trump e Moscovo.

Segundo a CNN, Cohen garante que estava presente quando Donald Jr. informou o pai sobre o encontro, e está disposto a dizer isso mesmo ao procurador Robert Mueller, que investiga a ingerência russa.

No referido encontro, que decorreu em junho de 2016 na Torre Trump, em Nova Iorque, estiveram presentes, além do filho de Trump, o seu genro Jared Kushner, o diretor de campanha Paul Manafort e a advogada russa próxima do Kremlin Natalia Veselnitskaya. Trump sempre disse que não sabia do encontro, e ontem voltou à carga: "Parece-me que alguém anda a inventar histórias para se livrar de complicações legais".

É já a segunda vez esta semana que Cohen ‘atraiçoa’ Trump, depois de ter divulgado uma gravação de uma conversa em que discute com o presidente a compra do silêncio de uma ex-coelhinha da Playboy que diz ter tido um caso com o milionário.

Putin convida Trump para cimeira na Rússia
O presidente russo Vladimir Putin revelou esta sexta-feira ter convidado Trump para uma cimeira em Moscovo.

"Estamos disponíveis para um novo encontro. O presidente Trump é bem-vindo em Moscovo, eu já lhe disse isso", afirmou Putin à margem da cimeira dos BRICs na África do Sul, um dia depois de o presidente norte-americano ter adiado a cimeira entre os dois líderes em Washington, que estava prevista para depois do verão, para o início de 2019 devido à "caça às bruxas" nos EUA.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)