Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Trump usa as duas mãos para beber um copo de água e preocupa EUA

Enquanto algumas pessoas brincam, outras sugerem que a saúde do presidente está em risco.
19 de Dezembro de 2017 às 17:05
Donald Trump, presidente dos EUA
Donald Trump, presidente dos EUA
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump, presidente dos EUA
Donald Trump, presidente dos EUA
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump, presidente dos EUA
Donald Trump, presidente dos EUA
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos da América, usou as duas mãos para beber um copo de água durante um discurso em Washington e deixou algumas pessoas preocupadas com o seu estado de saúde. No entanto, existe ainda quem tivesse optado por brincar com a situação.

O presidente dos EUA usou um momento de aplausos e de paragem no discurso para beber um copo de água. O que para uns pode parecer um gesto normal, para outros pode significar que algo se passa com a saúde do presidente, visto que o 'habitual' é usar apenas uma mão para levantar um copo.

Os utilizadores do Twitter não tardaram em comentar a situação na rede social e começaram a surgir várias especulações engraçadas. "Trump reinventa o ato de beber água cada vez que faz isso", escreveu um utilizador.

Outro usuário comparou a forma de beber água do atual presidente com a de Obama e diz que Trump bebe "como uma criança de quatro anos de um copo com palhinha".


Um terceiro utilizador até sugeriu que os problemas de Trump em segurar o copo derivam do facto de este ter umas "mãos pequenas".

No entanto, por outro lado, existe pessoas que estão preocupados com o estado de saúde do presidente dos EUA. "Alguém considerou A. Perda de força B. Pouca rapidez de movimento ou C. Compensação de tremores?", escreveu Barbara Jones no Twitter.

"Com o discurso de hoje, qualquer um pode ver a decadência da saúde de Trump", afirmou Tom Joseph em tom preocupado. "É degenerativo, altamente progressivo e piora a cada semana", rematou.

Recorde-se que surgiram alguns rumores de que Donald Trump poderia não estar totalmente bem de saúde após o discurso polémico do presidente, no qual este reconheceu Jerusalém como capital de Israel. Ao longo do discurso, Trump apresentou alguns problemas de dicção ao pronunciar certas palavras, algo justificado com "secura" na garganta pelos representantes da Casa Branca.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)