Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Turquia quer bloquear também acesso ao Google

Depois das redes sociais, aviso de bloqueio para o Youtube e o Google.
6 de Abril de 2015 às 22:43
Google deverá retirar imagens do Magistrado turco
Google deverá retirar imagens do Magistrado turco FOTO: Getty Images
Um tribunal turco emitiu esta segunda-feira uma ordem para bloquear o acesso ao Google e ao Youtube caso estas plataformas não impeçam o acesso às imagens do magistrado sequestrado e assassinado a semana passada em Istambul.

Tanto a Google como o Youtube devem "retirar dos seus conteúdos as imagens e vídeos; se isto não for possível se impedirá o acesso" aos seus serviços, refere a ordem, divulgada no canal de televisão CNNturk.

A decisão foi tomada horas depois de uma ordem semelhante ter sido emitida para 166 endereços nas redes sociais, que divulgaram a foto do magistrado, nomeadamente no Facebook e Twitter, e para jornais turcos e estrangeiros.

O Facebook comprometeu-se de imediato a retirar as imagens, mas o Twitter esteve suspenso por várias horas.

O Youtube também já está a impedir o acesso aos vídeos para os utilizadores turcos, mas continua bloqueado pelos provedores da Internet turcos.

Um magistrado de Istambul abriu a semana passada uma investigação a quatro grandes diários turcos por difundirem a fotografia do sequestro, considerando que houve "propaganda a favor do terrorismo".

A semana passada, dois homens membros de um grupo de ultraesquerda turco entraram no Palácio da Justiça de Istambul e sequestraram um magistrado.

Os homens foram abatidos durante a intervenção policial, mas antes feriram gravemente o magistrado que acabou por morrer no hospital.
Ver comentários