Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Turquia voltará a vetar adesão sueca e finlandesa se não houver extradições

Recep Tayyip Erdogan disse que "as promessas têm de ser cumpridas".
Lusa 30 de Junho de 2022 às 16:56
Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan
Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan FOTO: Reuters
O Presidente turco disse esta quinta-feira que voltará a vetar a adesão da Suécia e da Finlândia à NATO se não for cumprido o memorando que prevê a extradição de dezenas de pessoas para a Turquia.

Recep Tayyip Erdogan disse que "as promessas têm de ser cumpridas" e que a Turquia vai cumprir aquelas que assumiu no memorando de entendimento que assinou com a Finlândia e com Suécia, na terça-feira, na sequência do qual retirou o veto à entrada dos dois países nórdicos na Organização do tratado do Atlântico Norte (NATO, na sigla em inglês).

Questionado sobre se reporia o bloqueio à adesão da Suécia e da Finlândia se estes países não extraditarem para a Turquia pessoas ligadas a grupos turcos que Ancara considera serem terroristas, Erdogan respondeu que "é claro" e que isso significa atuar "em conformidade" com o que está no memorando.

Ver comentários
}