Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Ucrânia acusa Rússia de chantagem

A Ucrânia acusou a Rússia, esta segunda-feira, de estar a fazer chantagem, afirmando que Moscovo cortou o fornecimento de gás com o propósito de causar instabilidade na economia daquela ex-república soviética.
2 de Janeiro de 2006 às 09:15
“Foi iniciado um cenário com o objectivo de criar pressão económica e chantagem. O seu propósito final é desestabilizar a economia da Ucrânia e perturbar o fornecimento de gás russo para os consumidores europeus”, afirmou, em comunicado, o ministério ucrâniano dos Negócios Estrangeiros.
A Rússia cortou o fornecimento de gás à Ucrânia, no dia 1 de Janeiro, na sequência de uma disputa sobre os preços. Moscovo pretende aplicar um aumento nos preços do gás a fim de nivelar esse valor com aquele pago actualmente pelos restantes consumidores europeus, pondo fim a uma situação de privilégio atribuída à Ucrânia desde o final da era soviética. Por sua vez, Kiev pretende que esse aumento seja gradual ao longo dos anos.
O corte no fornecimento de gás à Ucrânia já está a afectar alguns países europeus, que dependem da Rússia para obterem cerca de um quarto da energia que precisam.
Ver comentários