Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

União Europeia questiona julgamentos das 37 pessoas executadas na Arábia Saudita

Cidadãos de nacionalidade saudita foram condenados por crimes de terrorismo.
Lusa 24 de Abril de 2019 às 12:59
União Europeia
Bandeira da Arábia Saudita
União Europeia
Bandeira da Arábia Saudita
União Europeia
Bandeira da Arábia Saudita

A União Europeia (UE) condenou esta quarta-feira a execução de 37 pessoas na Arábia Saudita, considerando que "o maior número de execuções num único dia desde 2016" levanta sérias dúvidas quanto ao respeito pelo direito a um julgamento justo.

"Ontem, a Arábia Saudita executou 37 pessoas em simultâneo em diferentes cidades do país. Este é o maior número de execuções num único dia na Arábia Saudita desde 2016 e confirma a tendência negativa neste país, em absoluto contraste com o crescente movimento abolicionista no mundo", sublinha o comunicado do Serviço Europeu de Ação Externa.

A nota, firmada por Maja Kocijancic, porta-voz da chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, vinca que "estas execuções em massa levantam sérias dúvidas sobre o respeito pelo direito a um julgamento justo", que a UE considera "um critério fundamental mínimo nos padrões da justiça".

Ver comentários