Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Ultranacionalista promete mudanças

O ultranacionalista Tomislav Nikolic , que venceu a primeira volta das presidenciais sérvias ao derrotar o pró-europeísta Boris Tadic, prometeu “mudanças”. Os dois candidatos apostam na vitória na segunda volta, que se realiza a 3 de Fevereiro.
22 de Janeiro de 2008 às 00:00
Nikolic, que somou 39,6% dos votos, contra 35,5% de Tadic, afirmou que “a segunda volta será decisiva e trará as mudanças que a Sérvia espera, das quais nunca esteve tão perto”. Eurocéptico e simpatizante de Moscovo, Nikolic, de 55 anos, considera que a Sérvia deve renunciar à União Europeia se o Kosovo proclamar a independência, à qual a maioria dos 27 países da UE é favorável. Aliás, a independência daquela província sérvia de maioria étnica albanesa e sob administração das Nações Unidas estará, juntamente com o futuro da Sérvia na UE, no centro do debate eleitoral para a segunda volta.
Líder do Partido Radical Sérvio e seguidor de Slobodan Milosevic, Nikolic reduziu o tom retórico para atrair os moderados, esperando ainda chamar a si na segunda volta os eleitores das classes sociais mais desfavorecidas.
Por seu lado, Boris Tadic, o presidente cessante, mostrou-se convencido de que os sérvios escolherão na segunda volta a via da UE. “Estas eleições demonstraram a maturidade democrática da nossa sociedade. Aguardo a segunda volta com grande optimismo e estou convencido da nossa vitória”, declarou. Tadic apelou aos eleitores “para votarem [na segunda volta] e mostrarem que a Sérvia não renuncia à via europeia, que encetou em 2000”, ano em que Slobodan Milosevic saiu do poder. Refira-se que nesta primeira volta das presidenciais sérvias a taxa de participação cifrou-se nos 60,6%, a mais elevada desde as eleições de 2000.
Após a vitória de Nikolic na primeira volta das presidenciais, a UE reafirmou, ontem, a sua confiança no futuro da Sérvia e na prossecução do rumo europeu por parte de Belgrado.
PERFIL
Conhecido como o ‘coveiro’ (já foi responsável pela gestão de cemitérios), Tomislav Nikolic nasceu a 15 de Fevereiro de 1952 em Kragujevac. Trabalhou na área da construção civil e dirigiu construções ferroviárias em Belgrado e em outras cidades da ex-Jugoslávia. Seguidor de Slobodan Milosevic, Nikolic, que foi presidente do Parlamento, sonhou sempre com a criação da Grande Sérvia, cujo território se estenderia até ao Mar Adriático, a actual costa da Croácia. Contudo, rejeitou a ideia de que iria longe de mais para o conseguir quando fosse eleito presidente, cargo que sempre almejou. Será desta?
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)