Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Um ano de prisão para Berlusconi

O tribunal de último recurso validou a sentença de primeira e segunda instância mas suspendeu a parte da pena que bania o político da vida pública
2 de Agosto de 2013 às 01:00

O Supremo Tribunal criminal italiano confirmou ontem a condenação do ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi a um ano de prisão por fraude fiscal. Mas os juízes deixaram aberta a porta à continuidade da carreira política de Berlusconi ao ordenar a revisão da parte da sentença que o impediria de exercer cargos públicos durante cinco anos.

O Supremo considerou provado que o antigo primeiro-ministro fugiu ao Fisco em 2002 e 2003 e depositou no estrangeiro cerca de sete milhões de euros. O valor procedia dos direitos de transmissão de filmes norte-
-americanos nas cadeias de TV da Mediaset, grupo que fundou e do qual é acionista maioritário.

Berlusconi tem ainda pendentes em tribunal outros casos, mas para já esta é a primeira vez que vê uma sentença confirmada sem apelo. A condenação deverá ser cumprida em regime de prisão domiciliária.

Recorde-se que na sentença de primeira instância, em outubro de 2012, foi condenado a quatro anos de prisão, mas viu a pena reduzida ao abrigo de uma lei de indulto. Depois, o tribunal de segunda instância, a 8 de maio último, confirmou os cinco anos de inabilitação para o exercício de cargos públicos, mas essa pena terá agora de ser reconsiderada e poderá ser reduzida a três anos ou anulada.

A inabilitação seria o quase certo ponto final da carreira política do líder do Povo da Liberdade (PdL), de 76 anos, parceiro de governo do primeiro-ministro Enrico Letta, do Partido Democrático (PD). Para já, a condenação tem outras consequências e pode derrubar o executivo. É que, no PD, as lutas de poder intensificaram-se e são cada vez mais os que consideram inaceitável ter por parceiro de governo um partido com um líder condenado.

itália berlusconi prisão supremo primeiro-ministro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)