Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Um terço dos brasileiros já foi vítima de crime

Revela primeira edição da Pesquisa Nacional de Vitimização, realizada entre 2010 e 2012.
5 de Dezembro de 2013 às 16:50
Crime, estudo, Brasil, Macapá, Belém, Pesquisa Nacional de Vitimização
Crime, estudo, Brasil, Macapá, Belém, Pesquisa Nacional de Vitimização FOTO: Getty Images

Mais de um terço dos brasileiros já foi vítima de algum tipo de crime durante a sua vida. Isso é pelo menos o que revela a primeira edição da Pesquisa Nacional de Vitimização, realizada entre 2010 e 2012, cujos resultados foram divulgados esta quinta-feira.

De acordo com este estudo, 32,6% dos brasileiros já sofreram furto, roubo, agressão física ou sexual e discriminação, entre outros dos 12 tipos de crimes analisados. Em 21% dos casos, os entrevistados afirmaram ter sido vítimas desses crimes nos 12 meses anteriores ao questionário que lhes foi apresentado.

A recolha de dados para este estudo decorreu entre junho de 2010 e maio de 2011 e também em junho de 2012. Ao todo, foram contactadas 78 mil pessoas em 346 cidades com mais de 15 mil habitantes.

Curiosamente, as cidades consideradas geralmente mais violentas não aparecem entre as mais citadas pelos entrevistados que disseram ter sido vítimas de crimes. Recife, capital de Pernambuco, e São Paulo, por exemplo, surgem, respectivamente, na 15.ª e na 16.ª posições, ambas com 24,1% dos inquiridos a dizerem que foram vítimas de crimes. O Rio de Janeiro, que está constantemente nas manchetes dos jornais por causa da violência, surge apenas no 24.º lugar, com 21% dos inquiridos a confessarem já ter sido vítimas de crimes.

MACAPÁ E BELÉM À FRENTE NA LISTA

Segundo o estudo, realizado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública, órgão do Ministério da Justiça, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o Centro de Estudos e Segurança Pública da Universidade Federal de Minas Gerais e o instituto Datafolha, as duas cidades onde proporcionalmente mais pessoas foram vítimas de crime são Macapá, capital do longínquo estado do Amapá, e Belém, capital do estado do Pará. Em Macapá, quase metade dos habitantes questionados (47,1%) afirmou já ter sido vítima de crime, e em Belém outros 41,1% responderam o mesmo.

As duas cidades onde menos pessoas foram alvo de ações criminosas, de acordo com os dados revelados esta quinta-feira, são Palmas, capital do estado do Tocantins, e Aracaju, capital do estado de Sergipe. Em Palmas, apenas 19% dos inquiridos declararam já ter sido vítimas de crime, e em Aracaju essa resposta foi dada por 19,8% das pessoas que responderam ao questionário.

Crime estudo Brasil Macapá Belém Pesquisa Nacional de Vitimização
Ver comentários