Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

União Africana apela a fim dos bombardeamentos da NATO

A União Africana (UA) apelou esta quarta-feira para que a NATO cesse os bombardeamentos na Líbia.

26 de Maio de 2011 às 13:55
A UA está envolvida numa mediação na Líbia para permitir um cessar-fogo
A UA está envolvida numa mediação na Líbia para permitir um cessar-fogo FOTO: gg

O apelo consta de uma declaração adoptada numa mini-cimeira da UA em Addis Abeba e de outras reuniões de alto nível sobre a questão líbia iniciadas na quarta-feira.

 

Ramtane Lamamra, o comissário da paz e da segurança de UA, disse aos jornalistas que: "No que respeita aos ataques aéreos da NATO, um apelo aos chefes de Estado e de Governo para que cessem esses ataques", acrescentando que o fim dos bombardeamentos da NATO "faz parte das exigências para que sejam possíveis soluções políticas" para o conflito.

 

O apelo da UA surge no dia da abertura da cimeira do G8 em Deauville, noroeste da França, onde será discutida a questão da Líbia.

 

A UA está envolvida numa mediação na Líbia para permitir um cessar-fogo, a entrega de ajuda humanitária e a instauração de um período de transição e de diálogo para a realização de eleições democráticas.

 

O regime de Tripoli aceitou rapidamente as propostas da UA, mas o Conselho de Transição líbio, órgão político dos rebeldes, pôs como condição prévia a saída do poder do coronel Muammar Kadhafi e dos filhos.

LíbiaNATOUAMuammar KadhafiTripoliG8DeauvilleRamtane Lamamra
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)