Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Uso do véu sancionado com multas e pena de prisão

Depois de propor uma lei que proíba o uso do véu integral no país, o presidente francês Nicolas Sarkozy, propõe agora que hajam penas duras para quem desobedeça à lei. As multas por usar voluntariamente o véu chegam ao valor de 150 euros, enquanto o crime de obrigar alguém a usar o véu pode resultar numa sanção de 15 mil euros e num ano de prisão.
30 de Abril de 2010 às 13:43
Uso do véu sancionado com multas e pena de prisão
Uso do véu sancionado com multas e pena de prisão FOTO: Agência

A lei que ainda não foi aprovada pelo Conselho de Estado, propõe também que em casos de reincidência a multa aplicada às mulheres que tapem a cara com o véu seja multiplicada, embora as acusadas possam ser direccionadas para trabalhos comunitários e cursos de integração.

 

Na semana passada, Sarkozy propôs a criação de uma lei que proíba, nos espaços públicos, o uso do véu integral, mas esta só vai ser discutida no Conselho de Ministros a 19 de Maio.

 

Na passada quinta-feira o Parlamento da Bélgica aprovou por unanimidade a lei que proíbe o uso do véu integral em espaços públicos. Desta feita, a lei que deverá entrar em vigor entre Junho e Julho deste ano, fará da Bélgica o primeiro país a aprovar uma lei deste tipo.

 

De acordo com o diário espanhol ‘El Mundo’, o texto belga não proíbe explicitamente o uso da burqa e do niqab, proíbe sim que as mulheres tenham a cara tapada, “em parte ou totalmente, de forma a que não se possa identificá-las” em espaços públicos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)