Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Usou ‘heli’ policial para ir passear

O ex-presidente do Brasil e actual presidente do Senado, José Sarney, alvo de várias denúncias de corrupção há dois anos e que só se manteve no cargo graças à protecção do então presidente Lula da Silva, está de novo nas manchetes da imprensa brasileira por uso indevido de bens públicos. Segundo o jornal ‘Folha de S. Paulo’, Sarney usa regularmente um helicóptero da Polícia Militar do estado do Maranhão, pago pelos contribuintes, para viagens particulares.
23 de Agosto de 2011 às 00:30
Sarney alega que o cargo lhe dá direito a usar ‘heli’
Sarney alega que o cargo lhe dá direito a usar ‘heli’ FOTO: Joe Chan/Reuters

Segundo o jornal, Sarney, acompanhado da mulher e amigos, entre eles um empresário que tem negócios milionários com o estado do Maranhão – governado pela sua filha, Roseana Sarney –, usou o helicóptero da polícia pelo menos duas vezes nos últimos dois meses para ir da capital do estado, São Luís, para a sua ilha particular, Curupu, e voltar. Numa dessas vezes, um homem que tinha sofrido um traumatismo craniano e precisava de socorro aéreo urgente, teve de esperar, pois a aeronave estava a ser utilizada por Sarney.

O presidente do Senado alega que o cargo lhe confere o direito de usar transportes oficiais, nomeadamente o helicóptero da polícia, adquirido no ano passado por sete milhões de euros para atender emergências médicas e policiais. Mas leis federais proíbem o uso de meios de transporte oficiais para fins particulares.

AVIÃO DERRUBOU MINISTRO

O uso indevido de aeronaves oficiais ou particulares esteve na origem da demissão do ministro da Agricultura, Wagner Rossi, na semana passada. Rossi foi forçado a deixar o cargo depois de a imprensa ter revelado que ele usava para fins pessoais o jacto de uma empresa privada que tinha negócios com o ministério que Rossi comandava. E outros dois ministros, o das Comunicações, Paulo Bernardo, e a mulher dele, titular da pasta da Presidência, Gleisi Hoffmann, também vão ter de se explicar, por terem usado no ano passado um outro jacto, também de uma empresa com negócios com o governo, para deslocações de lazer dele e na campanha eleitoral dela.

HELI JOSÉ SARNEY BRASIL
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)