Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 distribuída no Reino Unido a 4 de janeiro

Está prevista que a vacinação aconteça em grandes espaços, como estádios de futebol.
Paulo Fonte(paulofonte@cmjornal.pt) 28 de Dezembro de 2020 às 08:26
Depois da Pfizer, o Reino Unido vai distribuir a vacina da AstraZeneca
Araceli Hidalgo, 96 anos, arrancou a campanha em Espanha
Mauricette, 78 anos, recebeu dose perto de Paris, França
Maria Capobianchi,  67 anos, vacinada em Roma
Edith Kwoizalla, 101 anos, foi a primeira a ser vacinada na Alemanha
Depois da Pfizer, o Reino Unido vai distribuir a vacina da AstraZeneca
Araceli Hidalgo, 96 anos, arrancou a campanha em Espanha
Mauricette, 78 anos, recebeu dose perto de Paris, França
Maria Capobianchi,  67 anos, vacinada em Roma
Edith Kwoizalla, 101 anos, foi a primeira a ser vacinada na Alemanha
Depois da Pfizer, o Reino Unido vai distribuir a vacina da AstraZeneca
Araceli Hidalgo, 96 anos, arrancou a campanha em Espanha
Mauricette, 78 anos, recebeu dose perto de Paris, França
Maria Capobianchi,  67 anos, vacinada em Roma
Edith Kwoizalla, 101 anos, foi a primeira a ser vacinada na Alemanha
O Reino Unido vai começar a distribuir a vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca, desenvolvida em conjunto com a Universidade de Oxford, a partir de dia 4 de janeiro. Uma reportagem do jornal ‘The Sunday Telegraph’ cita fontes governamentais na divulgação de um plano de vacinação em massa, com utilização de estádios de futebol.

O país já aplica a vacina desenvolvida pela Pfizer e BioNTech desde o início do mês e até ao momento mais de 800 mil pessoas já receberam a primeira dose. Segundo o trabalho jornalístico, pelo menos dois milhões de pessoas serão vacinadas num prazo de 15 dias, com a vacina da Oxford ou da Pfizer.

Ao contrário desta última, que precisa de ultracongeladores para ser armazenada a -70º, a de Oxford pode ser guardada em sistemas de refrigeração convencionais. Uma análise aos resultados preliminares confirmam uma eficácia média de 70,4%, que pode ir até aos 90% se as doses forem variadas. A vacina pode receber aprovação até 2 de janeiro.

"Fórmula vencedora" foi descoberta
O grupo AstraZeneca diz ter encontrado a "fórmula vencedora" para a vacina, desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford. "Acreditamos ter encontrado uma eficácia que, com duas doses, está à altura das demais", afirmou o diretor-executivo da empresa, Pascal Soriot, acrescentando que a vacina garante uma "proteção de 100%" contra as formas graves da doença.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários