Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

"Vamos encontrá-las e ele não as vai magoar": Mãe desesperada por filhas desaparecidas mantém esperança

Anna e Olivia, de um e seis anos, respetivamente, encontram-se desaparecidas desde o passado dia 27 de abril.
Correio da Manhã 8 de Maio de 2021 às 17:58
Olivia e Anna de seis e um ano
Olivia e Anna de seis e um ano FOTO: Twitter
A mãe de Anna e Olivia, as duas meninas de um e seis anos que desapareceram em Tenerife, Espanha, mantém a esperança em encontrar as crianças. 

Beatriz mantém-se com esperança, calma e sem rancor pelo ex-marido suspeito de ter fugido com as crianças, descreve o jornal espanhol El Mundo. Todas as orientações da Polícia e SOS Desaparecidos são seguidas à risca por esta mulher. 

"Vamos encontrar as duas, ele não as vai magoar", escreveu Beatriz numa mensagem aos que lhe são mais próximos. A sua maior esperança, a que se agarra de unhas e dentes, é voltar a ver as suas "menininhas" como as descreve. 

Anna e Olivia, de um e seis anos, respetivamente, encontram-se desaparecidas desde o passado dia 27 de abril, data em que o pai deveria ter entregue as crianças.

O alegado rapto de Anna e Olivia é já considerado algo planeado pelo ex-marido de Beatriz. Tomas Antonio Giméno levantou 70 mil euros antes de fugir num barco, que foi depois encontrado sem ninguém a bordo e com vestígios de sangue no interior.

Tenerife Espanha Anna Olivia Beatriz questões sociais crime lei e justiça desaparecidos crime polícia
Ver comentários