Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Vaticano não escapou ao défice em 2011

A cidade-Estado do Vaticano registou um défice orçamental de 14,9 milhões de euros em 2011, após um excedente em 2010, sofrendo no ano passado com a crise da dívida soberana na Zona Euro, anunciou esta quinta-feira a Santa Sé.

5 de Julho de 2012 às 17:00
As doações dos fiéis nas igrejas aumentaram e o Banco do Vaticano deu ao Papa Bento XVI 49 milhões de euros "para apoiar o ministério apostólico e de caridade".
As doações dos fiéis nas igrejas aumentaram e o Banco do Vaticano deu ao Papa Bento XVI 49 milhões de euros 'para apoiar o ministério apostólico e de caridade'. FOTO: EPA

"Os resultados foram afectados pelas tendências negativas nos mercados financeiros globais, que tornaram impossíveis os objectivos definidos no orçamento", disse a Santa Sé, em comunicado.

Do lado da despesa, a Santa Sé justificou o défice com os elevados gastos em funcionários e com o investimento feito na imprensa. Nem mesmo uma transferência de 50 milhões de euros do Banco do Vaticano para o Papa conseguiu equilibrar as contas.

Segundo o comunicado, o orçamento do Vaticano foi aprovado esta semana pelo Conselho dos Cardeais para o Estudo dos Problemas Organizacionais e Económicos da Santa Sé.

Os cardeais defenderam, para 2012, "prudência e limitação de custos, apesar da manutenção dos postos de trabalho".

No ano passado, diz o comunicado, as doações dos fiéis nas igrejas aumentaram, de 67,7 milhões de dólares (53,8 milhões de euros) para 69,7 milhões de dólares (56,3 milhões de euros), tendo o Banco do Vaticano dado ao Papa Bento XVI um total de 49 milhões de euros "para apoiar o ministério apostólico e de caridade".

A administração da cidade-Estado do Vaticano teve, no entanto, um resultado positivo de cerca de 21 milhões de euros, graças, sobretudo, à receita de bilheteiras dos museus do país, o mais pequeno do Mundo, com uma área de cerca de 44 hectares, semelhante a 44 campos de futebol.

Na lista de activos, o Vaticano detém pelo menos 100 mil propriedades imobiliárias, no valor de nove mil milhões de euros.

 

papa bento xvi igreja vaticano santa sé défice crise doações
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)