Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

“Venceremos o mal”

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, que na segunda-feira regressou ao país após ter sido operado a um cancro em Cuba, não esteve ontem presente em pessoa nas comemorações oficiais do bicentenário da independência da Venezuela, mas deixou uma mensagem de confiança aos apoiantes, a quem prometeu "vencer a batalha" contra a doença.
6 de Julho de 2011 às 00:30
Hugo Chávez, ladeado pelas filhas, agradeceu o apoio dos venezuelanos
Hugo Chávez, ladeado pelas filhas, agradeceu o apoio dos venezuelanos FOTO: Carlos Garcia Rawlins/Reuters

Os colaboradores mais próximos já tinham admitido que Hugo Chávez provavelmente não participaria nas comemorações do bicentenário por se encontrar ainda num estado muito debilitado. O presidente fez no entanto questão de assinalar a data no Twitter, com a mensagem: "Parabéns minha querida Pátria." Fez também, pela televisão, um pequeno discurso alusivo à data, deixando porém as celebrações oficiais entregues aos ministros.

Na segunda-feira, pouco depois de regressar inesperadamente de Cuba, Chávez assomou à janela do Palácio de Miraflores, já envergando o tradicional uniforme militar e acompanhado pelas duas filhas, para saudar os muitos milhares de apoiantes ali reunidos para celebrar o seu regresso.

"Ninguém acredita que a minha presença aqui significa que ganhámos a batalha. Mas vamos à luta e venceremos o mal que se instalou no meu corpo. Os dias que passámos não foram fáceis, mas esta nova batalha também a venceremos juntos", disse, optimista.

CHÁVEZ VENEZUELA CANCRO CUBA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)