Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Viola duas galinhas até à morte

Homem foi humilhado por multidão que o obrigou a desfilar com os animais mortos.
28 de Janeiro de 2018 às 15:26
aves
Viola duas galinhas até à morte
Viola duas galinhas até à morte
aves
Viola duas galinhas até à morte
Viola duas galinhas até à morte
aves
Viola duas galinhas até à morte
Viola duas galinhas até à morte

Um homem queniano foi apanhado a tentar esconder os cadáveres de duas galinhas que tinha violado até à morte em Kapkwen, no Quénia.

Os animais foram roubados a um vizinhos e violados por Alfred Mutai durante uma noite inteira.

Os habitantes daquela localidade, revoltados, agrediram o homem e resolveram humilhá-lo, obrigando-o a desfilar com os dois animais que tinha violado até à morte na mão. Exigiram um pedido de desculpas e o pagamento de uma indemnização ao dono dos animais.

Alfred concordou e pagou 30 euros ao vizinhos, sob condição deste não fazer queixa às autoridades.

"Fiquei chocado quando, de manhã, descobri que este homem tinha violado as minhas galinhas. Exijo 15 euros por cada galinha, só assim o posso desculpar. Mas nunca mais o quero ver perto da minha casa", contou aos meios de comunicação locais o vizinho roubado.

Alfred Mutai garantiu que não volta a fazer tal coisa, até porque diz que está "preparado para mudar para conseguir arranjar uma namorada".

Kapkwen Quénia Alfred Mutai crime lei e justiça justiça e direitos
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)