Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Violada é acusada de “sexo fora do matrimónio”

Mulher denunciou violação e acabou condenada nos Emiratos Árabes Unidos.
19 de Julho de 2013 às 10:08
Marte Deborah Dalelv tem 24 anos e foi condenada a 16 meses de prisão
Marte Deborah Dalelv tem 24 anos e foi condenada a 16 meses de prisão FOTO: DR

Marte Deborah Dalelv, uma norueguesa de 24 anos, foi violada nos Emirados Árabes Unidos (EAU) e, quando denunciou a violação, acabou condenada a uma pena de prisão de um ano e quatro meses por “ter sexo fora do matrimónio”.

A condenação da norueguesa deveu-se ao facto de o sistema jurídico do país “se reger pela lei Sharia”, o código de leis do Islão, explicou o padre Gisle Meling ao site norueguês ‘VG’. Marte Dalelv recorreu da decisão e em setembro irá voltar a tribunal para tentar revogar a pena.

Para além da acusação de sexo fora do casamento, a mulher acrescentou que foi também castigada “por beber álcool e obstrução da justiça", esta última por os autoridades não acreditarem no depoimento de Dalelv e afirmarem que a relação sexual foi consensual.

A jovem de 24 anos foi detida e só após quatro dias de estar detida pôde fazer um telefonema para a família, na Noruega. O mini

O caso de Marte Dalelv é parecido com o da australiana Alicia Gali. Recorde-se que a mulher, em 2008, esteve encarcerada durante oito meses no Dubai onde foi drogada e violada por  três colegas de trabalho. No final, acabou condenada a um ano de prisão por ter relações sexuais fora do matrimónio.

norueguesa violada acusação sexo matrimónio mulher
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)