Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Violada e torturada pelo namorado em contentor

Reportagem televisiva mostra o momento da libertação da vítima. Veja o vídeo.
J.C.M. 14 de Setembro de 2016 às 11:04
Violada e torturada pelo namorado em contentor

Uma reportagem do canal de televisão australiano ‘9 News’ revelou o drama de uma mulher que foi brutalmente torturada e violada pelo namorado. O canal mostra imagens do momento em que os agentes policiais Peter Venz e Danny Rahe, da cidade de Goldcoast,  estado de Queensland, resgataram Nikitah Beadman.

"Encontrámos um contentor marítimo na parte de trás da casa [do namorado de Nikitah]. Quando abrimos a porta do contentor, vimos um corpo. Entrámos e deparámo-nos com a coisa mais horrível que já vimos. O meu coração parou. O que é vi foi maldade e depravação", conta o sargento Rahe.

Nikitah estava amarrada a uma das paredes do contentor com arames. "Tinha um colchão de ginástica embrulhado à volta da cabeça e todo o corpo estava preso com arames, de tal forma que estava a cortar a sua pele". Não conseguia falar porque tinha a sua própria roupa interior enfiada na garganta. A jovem, então com 17 anos, não respondia, e os agentes pensaram que estaria morta. Perceberam, quando a começaram a desamarrar, que estava viva.

O vídeo agora divulgado mostra o momento da libertação de Nikitah, que aconteceu em novembro de 2012. A própria surgiu na reportagem televisiva a recordar os momentos terríveis que passou com o então namorado Robert Galleghan. Que abusou dela durante o namoro que durou um ano e que acabou por ser condenado a uma pena de 8 anos de prisão.

Nikitah ainda recupera do trauma. "Tenho a coluna torcida e duas costelas deslocadas, de tal foram que posso ter um pulmão perfurado a qualquer momento. Tenho lesões no nervo ciático e num dos nervos do meu braço direito, que ficou imobilizado durante um ano e meio por causa do arame", contou à TV australiana.

A jovem vive ainda num estado de medo e ansiedade, sentimentos agravados pela consciência de o namorado poder ser elegível para uma saída em liberdade condicional dentro de três anos.

Nikitah Beadman violada torturada amarrada austrália polícia libertação vídeo
Ver comentários