Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Organização condena violência contra civis no Afeganistão e afirma que constitui crime de guerra

HRW pediu o fim dos "ataques criminosos dos talibãs contra atividades eleitorais".
Lusa 18 de Setembro de 2019 às 06:38
Pelo menos 63 mortos e 182 feridos em atentado no Afeganistão
Pelo menos 63 mortos e 182 feridos em atentado no Afeganistão
Pelo menos 63 mortos e 182 feridos em atentado no Afeganistão
Pelo menos 63 mortos e 182 feridos em atentado no Afeganistão
Pelo menos 63 mortos e 182 feridos em atentado no Afeganistão
Pelo menos 63 mortos e 182 feridos em atentado no Afeganistão
Pelo menos 63 mortos e 182 feridos em atentado no Afeganistão
Pelo menos 63 mortos e 182 feridos em atentado no Afeganistão
Pelo menos 63 mortos e 182 feridos em atentado no Afeganistão

A organização não-governamental Human Rights Watch (HRW) condenou esta quarta-feira a morte de dezenas de civis no Afeganistão, nos recentes ataques perpetrados pelos talibãs, considerando tratarem-se de crimes de guerra.

Em comunicado, a HRW pediu o fim dos "ataques criminosos dos talibãs contra atividades eleitorais" no Afeganistão, sublinhando que a violência cometida contra civis, para "minar o processo eleitoral no país", constitui um crime de guerra.

"Os ataques dos talibãs contra comícios políticos e outros eventos eleitorais são parte de uma aparente campanha para semear o medo, minar o processo eleitoral e negar aos afegãos o direito de participar na vida política", disse a diretora adjunta da HRW, Patricia Gossman, citada no comunicado.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)