Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Violou a filha durante 30 anos

Um argentino de 62 anos foi detido na zona rural de Reconquista, província de Santa Fé, por ter violado a filha durante trinta anos, a quem fez nove filhos. É mais um caso que recorda a história do ‘monstro de Amstetten’, o austríaco que durante 24 anos encarcerou e violou a filha a quem fez sete filhos.
26 de Novembro de 2010 às 00:30
Germán, um dos filhos-netos
Germán, um dos filhos-netos FOTO: direitos reservados

Armando ‘Chin’ Gómez foi denunciado à polícia pela própria filha, seis dias depois de ter sido preso sob a acusação de roubo de gado. A mulher, cuja identidade não foi revelada, tem agora 42 anos e aproveitou a detenção do pai, em Junho deste ano, para revelar o inferno em que vivia.

As violações terão começado aos 13 anos, altura em que a mãe morreu, sendo que nove dos seus dez filhos são fruto dos abusos continuados do pai, com quem morava na cidade de Nicanor Molinas, 600 quilómetros a Norte da capital, Buenos Aires.

"Nunca suspeitei de nada. Sempre foi meu avô até me darem a notícia", conta Germán, 20 anos, acrescentando que um seu irmão, também filho de Gómez, se suicidou quando soube a verdade. Refira-se que o mais novo dos filhos-netos do argentino tem apenas sete anos.

"Não lhe guardo rancor mas quero que pague pelo que fez", afirma ainda Germán, recordando que, mesmo sem suspeitas, estranhava o facto de a mãe passar sempre mal perante notícias de violações.

Germán confirma o comportamento violento do pai-avô mas nega qualquer assédio sexual. O acusado incorre agora numa pena de vinte anos de prisão. n

Ver comentários