Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Vox apresenta moção de censura ao governo espanhol em setembro

Anúncio foi feito na última sessão plenária, em que Pedro Sánchez apresenta os resultados do Conselho Europeu.
Correio da Manhã 29 de Julho de 2020 às 10:11
Pedro Sánchez
Pedro Sánchez FOTO: Reuters

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, marcou presença esta quarta-feira naquela que será a última sessão plenária do Congresso espanhol, com o objetivo de informar sobre os resultados do Conselho Europeu e dos fundos de 140 milhões que Espanha vai receber para enfrentar os efeitos da atual pandemia do novo coronavírus. Acontece que foi surpreendido com uma moção de censura.

Santiago Abascal, deputado do Vox, não poupou críticas à atuação do governo espanhol. "No outono, se não se demitem, seremos novamente campeões da epidemia e da ruína. O que vocês vêm aplaudir aqui são 50 mil mortos", argumentou Abascal, afirmando que a China "é responsável pela pandemia" e que "Espanha deveria abandonar a OMS, porque tem que se exigir à China que indemnize os afetados pelas suas mentiras e ocultações".

"São a cara do desastre, o seu governo chegou cavalgando numa mentira", atirou o deputado da oposição que finalizou com o anúncio.

"Não nos resta mais remédio senão apresentar uma moção de censura em setembro", disse Santiago Abascal, deixando antever uma rentrée política em Espanha bastante agitada.

Pedro Sánchez China Conselho Europeu Espanha Santiago Abascal política governo (sistema)
Ver comentários