Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

WikiLeaks: Assange será extraditado para a Suécia

O tribunal superior britânico recusou esta quarta-feira o recurso do fundador do portal WikiLeaks, Julian Assange, contra um pedido de extradição das autoridades suecas por alegações de violação.
2 de Novembro de 2011 às 11:24
Assange, WikiLeaks, Tribunal, Decisão, Extradição
Assange, WikiLeaks, Tribunal, Decisão, Extradição FOTO: Agência

Dois juízes tornaram hoje pública a decisão, três meses e meio depois das audiências no mesmo tribunal, perante o qual Assange refutou novamente as acusações de coerção sexual e violação por parte de duas mulheres suecas.

A sentença confirma a deliberação do tribunal de Belmarsh, em primeira instância, de dar provimento em Fevereiro ao mandado de detenção europeu emitido pela justiça sueca.

O australiano de 40 anos tem agora 14 dias para pedir um recurso ao Supremo Tribunal britânico, mas só se este considerar que a questão é de "importância pública".

Na eventualidade de ser rejeitado pelo tribunal de última instância, a lei determina que a extradição para a Suécia seja efectuada no espaço de dez dias.

Julian Assange pode ainda pedir que o caso seja analisado pelo Tribunal Europeu dos Direitos Humanos.

O fundador do WikiLeaks tornou-se numa figura pública depois de o portal ter publicado no ano passado milhares de documentos secretos, nomeadamente telegramas diplomáticos norte-americanos.

O australiano encontra-se sob medidas de coacção que implicam o uso de uma pulseira electrónica e que permaneça numa residência no oeste de Inglaterra, a cerca de 200 quilómetros de Londres.

Assange WikiLeaks Tribunal Decisão Extradição
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)