Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

WILLIAM, 'O CAÇADOR'

O príncipe William de Inglaterra, que se encontra de férias no Quénia, matou um pequeno antílope com uma lança durante uma caçada, enfurecendo os activistas dos direitos dos animais.
11 de Agosto de 2003 às 00:00
William está fascinado pela cultura africana
William está fascinado pela cultura africana FOTO: Reuters
A história, ontem contada pela imprensa britânica, começa por narrar como o príncipe, de férias com amigos na África Oriental, se iniciou em tão criticada prática. William, de 21 anos, recebeu lições de caça por parte de um guerreiro Masai, com quem saiu para a caça, abatendo sozinho um "dik-dik", uma espécie de antílope de apenas 35 centímetros de altura. De acordo com Legei, o líder tribal da aldeia Masai, antes de partir para a caçada, o herdeiro da coroa britânica treinou primeiro a sua perícia com a lança em troncos. A exemplo dos Masai, seguiu a presa em silêncio, aproximou-se, fez pontaria e acertou no alvo à primeira. "Fiquei orgulhoso dele. Depois de matá-lo, pegou no animal pela cauda e entregou-mo. Nós costumamos comer esse tipo de animais, mas não creio que o príncipe William o venha a fazer", afirmou ainda aquele líder tribal.
A violenta aventura queniana de William, que já mereceu fortes críticas por parte de activistas dos direitos dos animais, deverá reacender o debate sobre a família real britânica e a sua participação em actividades desportivas sangrentas. Recorde-se que o filho mais velho do príncipe Carlos já participou com o seu pai numa caçada à raposa no Reino Unido.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)