Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Rodrigues

Bilhete Postal

Da América não está a chegar bom vento. Qual elefante numa loja de porcelana, Textor repisa os cacos que já tinha criado.

Carlos Rodrigues(carlosrodrigues@cmjornal.pt) 23 de Julho de 2021 às 00:33
Quando aqui falámos do verão quente do Benfica ninguém imaginava que o empresário Textor viria a Lisboa calcar ainda mais esta ferida.

O americano insiste num negócio que os benfiquistas já toparam à légua que, no mínimo, alguém tentou fazer nas suas costas. Ora, não consta que os negócios feitos nas costas de alguém consigam criar grandes laços de confiança entre as pessoas.

As ações dos envolvidos nesta suposta venda de pelo menos parte do capital do Benfica revelam clara prepotência, além de total desprezo pelas regras de mercado de um país europeu.

Da América não está a chegar bom vento. Qual elefante numa loja de porcelana, Textor repisa os cacos que já tinha criado.

Ou muito me engano ou esta história não vai acabar bem para nenhum dos envolvidos. A começar, naturalmente, pelo Benfica.
Bilhete Postal Benfica John Textor Lisboa desporto economia negócios e finanças futebol
Ver comentários